Monte Pilatus: conheça esse lugar fantástico nos Alpes Suíços

por | maio 3, 2022

Início » Blog » Monte Pilatus: conheça esse lugar fantástico nos Alpes Suíços

Amamos a Suíça de paixão! Quem nos conhece um pouquinho já sabe disso e nos ouviu falar muitas vezes sobre como gostamos de visitar esse lindo país. E, entre os tantos lugares que adoramos explorar por lá, o monte Pilatus é um dos principais destaques.

Gostamos tanto desse passeio a ponto de nunca enjoarmos de visitá-lo, muito pelo contrário: sempre que a gente viaja para a Suíça, tentamos separar pelo menos um dia para subir em alguma das suas muitas montanhas, e o Pilatus – com seus mais de 2 mil metros de altura – é um dos nossos favoritos.

Hoje vocês vão saber por que.

Monte Pilatus, árvores e casas vistos do lago Lucerna, Suíça   Monte Pilatus visto do lago Lucerna, Suíça Monte Pilatus visto do lago Lucerna.

Bruna no topo e vista de Lucerna Bruna admirando a vista do topo do monte.

Aliás, já até passamos a noite no hotel que fica lá em cima, o Pilatus Kulm, e essa foi uma experiência inesquecível que vamos detalhar em um post futuro. Para hoje, nosso objetivo é te mostrar porque amamos esse monte e achamos que você deve incluí-lo no seu roteiro quando for visitar a Suíça.

 

O monte Pilatus

A montanha faz parte de umas das cadeias dos Alpes suíços e fica entre os cantões de Nidwald e Obwald. Com 2.132 metros de altura, ele não está entre os mais elevados do país. Por outro lado, uma de suas características positivas é a fácil acessibilidade, já que é possível chegar até o seu topo de diversas maneiras: a bordo de uma cremalheira (como se fosse um bonde equipado para andar em montanhas), um teleférico ou até mesmo andando.

E lá em cima, existem dois hotéis e outras amenidades – como restaurante, diferentes trilhas de caminhada e lugares para admirar a paisagem, lanches, bancos etc – que o tornam um excelente passeio turístico. Não é um daqueles picos em que você tem pouca estrutura disponível, muito pelo contrário. Além de ser fácil chegar lá, é um passeio confortável.

Fachada do Hotel Pilatus Kulm Fachada do Hotel Pilatus Kulm.

Horizonte de montanhas nos Alpes Suíços Alpes suíços vistos do Pilatus.

Como chegar lá

O monte Pilatus fica perto de Lucerna, bem no centro da Suíça (na parte do país que fala alemão). Se você estiver hospedado por lá, vai precisar se deslocar – de carro, ônibus, trem etc – para Kriens ou Alpnachstad.

Kriens fica bem perto do centro de Lucerna, a menos de 4km. Alpnachstad é um pouquinho mais longe, a mais ou menos 14km de distância. E qual é a diferença entre ir para uma ou outra cidade?

O preço para subir é o mesmo, o ingresso custa 72 francos suíços (subindo de Kriens, o preço cai para 57,6 francos entre dezembro e abril). Além disso, a subida a partir de Alpnachstad não acontece durante o ano todo, geralmente só entre maio e novembro (confira as datas certinhas nesse site).

Basicamente, a diferença é a forma de subir pro monte.

 

Duas formas de subir o monte Pilatus: gôndola ou cremalheira

De Kriens, você sobe de gôndola até Frakmuntegg, mudando para um teleférico que vai te levar até o topo, como dá pra ver nas fotos abaixo.

Gôndolas subindo de Kriens para Frakmuntegg sobre um campo verde Gôndolas subindo de Kriens para Frakmuntegg e de lá para o topo do monte.

Marcos e Bruna na gôndola que vai de Kriens até Frakmuntegg Nos dois na gôndola que vai de Kriens a Frakmuntegg e de lá para o topo do monte.

Teleférico chegando ao Monte Pilatus com o lago Lucerna ao fundo Teleférico antigo chegando ao Monte Pilatus com o lago Lucerna ao fundo.

Teleférico chegando ao Monte Pilatus com o lago Lucerna ao fundo Teleférico novo chegando ao Monte Pilatus com o lago Lucerna ao fundo.

De Alpnachstad, a subida é em uma cremalheira, que é basicamente um bonde inclinado que usa rodas dentadas para se locomover. Ele não usa trilhos por causa da inclinação. De cremalheira – aliás, essa é a mais inclinada do mundo! -, a subida é mais lenta (mas muito legal também).

Cremalheira que vai de Alpnachstad até o topo a montanha Cremalheira que vai de Alpnachstad até o topo do monte Pilatus.

Cremalheira vermelha Cremalheira chegando ao topo do monte. Reparem na inclinação!

Engrenagem de uma cremalheira Engrenagem de uma cremalheira.

 

Já subi tanto com a gôndola como usando a cremalheira. Ambas são experiências bacanas: a gôndola permite uma vista mais livre da paisagem; a cremalheira, por outro lado, te proporciona uma experiência mais diferente. Por isso, acho que foi a minha preferida. Mas como falei, gostei bastante das duas!

Gôndolas subindo de Kriens para Frakmuntegg com o monte Pilatus ao fundo. Gôndolas subindo de Kriens para Frakmuntegg com o monte Pilatus ao fundo. 

Subida inclinada para o topo da montanha na Suíça Subida inclinada com a cremalheira.

 

Épocas para visitar o monte Pilatus

Honestamente, acho que qualquer época compensa. Eu gosto muito desse passeio e já fiz algumas vezes. No inverno mais pesado, suas opções de trilhas são mais limitadas. Por outro lado, a paisagem fica mais bonita, na minha opinião. Em outras épocas do ano, acontece o inverso.

Topo do monte Pilatus, na Suíça, com o trilho da cremalheira coberto de neve. Topo do monte Pilatus, com o trilho da cremalheira coberto de neve. Nessa época ela não funciona.

Uma das escadas para um mirante de 360 graus. Nessa época, o acesso fica interrompido e coberto de neve. Uma das escadas para um mirante de 360 graus no topo do monte. Nessa época, o acesso fica interrompido e coberto de neve.

 

Pelas maiores possibilidades de se explorar o monte, acho que conhecê-lo pela primeira vez em épocas com uma temperatura mais amena é mais interessante.

 

E se você quiser caminhar até o topo?

Pode também! Eu nunca fiz, mas já vi muita gente chegando lá em cima com equipamento de hiking, e parece ser uma experiência muito legal, tanto que tenho vontade de fazer um dia. A estimativa da subida é de pouco mais de 4 horas. E você pode optar por subir andando e descer de gôndola ou cremalheira. Pode também fazer o contrário, subindo de gôndola e descendo a pé.

Mas lembre-se de usar um equipamento próprio para isso, nada de tentar subir com roupa de academia, pelo amor de Deus…

Homem subindo uma trilha para o monte Pilatus na Suíça Homem subindo uma trilha para o monte Pilatus na Suíça.

O que fazer lá em cima do monte Pilatus ou no caminho?

Você pode explorar o monte Pilatus de diversas formas. A mais tranquila é simplesmente subir até o topo, caminhar por lá e conhecer os pontos que te permitem ter uma vista panorâmica sensacional dos arredores. Você pode até dormir lá no topo, em um dos hotéis! Já fizemos isso e amamos a experiência (vamos falar sobre ela num post futuro, fique atento).

Como mencionamos, você também pode aproveitar uma das várias opções de trilhas. Além disso, tem a opção de se divertir num rope park, andar de bicicleta ou fazer paragliding lá do topo. A lista completa de atividades é extensa e pode ser encontrada aqui.

Rope Park Rope Park na subida para o monte Pilatus.

Ciclistas em uma trilha na subida da montanha Ciclistas em uma trilha na subida do monte.

Paragliding do topo do monte Pilatus, na Suíça Paragliding do topo do monte Pilatus.

Paisagens magníficas

Chegamos na minha razão favorita para adorar esse passeio: as paisagens estão entre as mais lindas que já vimos!

Desde a subida, seja por Kriens ou Alpnachstad, você já fica fascinado e tem uma amostra do que está por vir: são belos campos (bem verdes ou nevados, dependendo da época do ano), montanhas imponentes, cores fantásticas… conforme você vai subindo, a paisagem lá embaixo vai ficando cada vez mais diminuta, ajudando a te entender a dimensão do local onde você está.

Klimsenkapelle e cruz iluminadas pelo sol Klimsenkapelle e cruz iluminadas pelo sol.

Klimsenkapelle e cruz vistas do teleférico de Frakmuntegg Klimsenkapelle vista do teleférico de Frakmuntegg Klimsenkapelle vista do teleférico de Frakmuntegg.

Bruna olhando o pôr do sol no topo do monte Pilatus Bruna olhando o pôr do sol no topo do monte Pilatus.

 

Um bônus quando o dia está nublado em Lucerna é que você provavelmente vai passar por dentro das nuvens em algum momento, porque lá em cima, a 2.100 metros de altura, normalmente o tempo está claro e o sol, brilhante e lindo.

Marcos e Bruna observando a região de Lucerna coberta por nuvens Região de Lucerna coberta por nuvens.

Sombra do monte Pilatus sobre uma densa cobertura de nuvens Sombra do monte Pilatus sobre uma densa cobertura de nuvens.

Gôndolas acima das nuvens subindo de Kriens para Frakmuntegg Gôndolas acima das nuvens subindo de Kriens para Frakmuntegg.

Ao chegar lá no topo, para onde quer que você olhe no horizonte, estará cercado de cadeias de montanhas espetaculares. Olhando para baixo, será possível ver Lucerna e os arredores, incluindo o lago Lucerna, o monte Rigi e tantos outros lugares marcantes.

Bruna e Marcos no topo do monte Pilatus com o lago lucerna ao fundo Nós 2 no topo do monte com o lago lucerna ao fundo.

Cruz e cadeia de montanhas Cruz e cadeia de montanhas.

Casal admirando o panorama do lago Lucerna e região   Monte Rigi e o lago Lucerna Monte Rigi e o lago Lucerna vistos do monte Pilatus.

Bruna no topo da montanha   Nuvens sobre o lago Lucerna e cobrindo parcialmente a montanha Bürgenstock Nuvens sobre o lago Lucerna e cobrindo parcialmente o monte Bürgenstock.

Nós dois no monte Pilatus, com as nuvens e montanhas ao fundo   Caminhada no monte Pilatus, na Suíça Meu amigo Carrijo caminhando no monte.

É impossível não sair de lá maravilhado. Há tanta variedade, beleza eimponência… o monte Pilatus te dá a dimensão do seu real tamanho no mundo e te convida a admirar e explorar tudo o que ele oferece por horas a fio.

 

Outra surpresa depois do pôr do sol

E no final do dia, se você tiver o privilégio de ainda estar lá durante o pôr do sol, a cena é ainda mais linda, com cores magníficas. Ao anoitecer, isso tudo dá lugar às milhares de estrelas visíveis a olho nu, formando um cenário emocionante.

Nuvens e montanhas nevadas logo antes do pôr do sol visto do monte Pilatus   Nuvens coloridas e montanhas nevadas num pôr do sol espetacular visto do monte Pilatus Nuvens coloridas, montanhas nevadas, pôr do sol espetacular.

Avião cruzando o céu estrelado visto do monte Pilatus, na Suíça. Avião cruzando o céu estrelado visto do monte.

Vilas e cidades de noite vistas a partir do monte Pilatus, na Suíça. Vilas e cidades de noite.

É frio? Bastante. E vale a pena? Demais!

 

Conhecer o monte Pilatus é tão bom que te convida a voltar

Já subi o monte Pilatus três vezes. E tenho vontade de voltar mais umas tantas. Na última vez, eu e Bruna tivemos o privilégio de passar a noite lá. Mas nossos filhotes amados, por exemplo, ainda não conhecem. Mais um motivo para voltar. 😉

Na próxima oportunidade, quero tentar explorar mais as caminhadas, talvez fazer um piquenique… enfim, dá pra explorar o monte de tantas formas diferentes! E pretendemos fazer isso quantas vezes forem possíveis.

Monte Pilatus, hotel e o lago Lucerna ao fundo Monte Pilatus, hotel e o lago Lucerna ao fundo.

Preços, horários e outras informações sobre o monte Pilatus

  • Esse link é muito legal e te mostra uma visão 360º da montanha.
  • Ida e volta de Kriens até o topo: 72 CHF (francos suíços) para adultos. De dezembro a abril: 57,6 CHF.
  • Ida e volta de Alpnachstad até o topo: 72 CHF para adultos. Só funciona entre maio e novembro.
  • Descontos de 50% caso você tenha adquirido o Swiss Travel Pass ou o Swiss Half Fare Card (que em geral vai valer muito a pena).
  • Links para as tabelas completas de preços e horários: Preços / Horários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.